Ajustamento estratégico: uma proposta prescritiva da estratégia organizacional

11/07/2016

Muito tem-se falado e escrito sobre planejamento estratégico, mas pouco se tem feito no sentido de dar significado aos planos desenvolvidos. Queremos provocar a reflexão crítica do processo de planejamento estratégico como um processo gerencial que busca desenvolver e manter um ajustamento entre os objetivos e recursos da organização e as oportunidades em mercados com constante mudança e as ameaças engendradas.

 

Se aceito como tal, então podemos supor que os planos deveriam corresponder ao atendimento desses requisitos como sendo de natureza de ajustamento ambiental. Para tanto, sugerimos proceder ao levantamento das forças e fraquezas do ambiente interno da organização, desenvolvendo o cruzamento das forças com as fraquezas e observando o quanto cada força tem o poder de compensação de cada uma das fraquezas.

 

Com isso podemos constatar que um conjunto de fraquezas tem diferentes graus de compensação pelas forças existentes e, com isso, podemos elaborar um conjunto de iniciativas para enfrentar as fraquezas que não têm bom suporte nas forças.

 

O método pode ser desenvolvido da mesma forma para as oportunidades, observando o poder de exploração das oportunidades pelas forças que a organização dispõe. Para tanto, podem ser elaboradas iniciativas para explorar essas oportunidades que encontram respaldo nas forças existentes.

E por igual, podemos pensar em enfrentar as ameaças com as forças que dispomos. Para tanto, pode ser feito um cruzamento das ameaças e, comparativamente, o poder de defesas das forças existentes para essas ameaças percebidas. E assim, elaborarmos um conjunto de iniciativas para a defesa das ameaças que não encontram respaldo nas forças existentes.

 

Do conjunto de iniciativas, propomos pensar nos critérios modeladores das decisões gerenciais, tais como as premissas do negócio e seus grandes objetivos, mais as questões do propósito organizacional. Levantados esses elementos como critérios, então podemos submeter as iniciativas aos critérios, para então priorizar aquelas que tem maior impacto nos resultados planejados.

Esse método corresponde a estabelecer critérios e com isso elencar iniciativas para serem convertidas em projetos organizacionais, com base nos índices do PMI (Project Management Institute) e no PMBOK – melhores práticas em projetos.

 

Uma organização assim desenhada (a partir das estratégias deliberadas) é uma organização projetizada e todas as ações organizacionais podem ser tratadas de forma mais profissional e com isso menos reativa (e muitas vezes inconsequente porque não há tempo de avaliar as melhores alternativas de tomada de decisão), correspondendo ao método de ajustamento ambiental com base na estratégia pretendida.

 

Como as decisões direcionam os esforços de natureza organizacional, e essas decisões desdobram-se na estruturação de planos de trabalho, melhores avaliações do ajustamento do conjunto de recursos e capacidades possibilitam maiores chances de sucesso no direcionamento dos recursos existentes, já que podem potencialmente fazer melhores entregas de resultados quando alinhados as estratégias pretendidas.

 

Numa organização projetizada, onde todas as iniciativas estão ligadas a fatores de natureza estratégica e, com isso, alinhada a propósitos definidos no plano estratégico, o resultado dos esforços empreendidos pelos diversos atores organizacionais tende a ser mais eficiente, por conta da minimização do viés de natureza pessoal na tomada de decisão das entregas de valor à organização.

A organização projetizada tem, por base, o propósito organizacional bem definido e os desdobramentos ocorrem como uma solução otimizada e racionalmente ordenada. As estratégias e objetivos organizacionais claramente definidos propiciam o planejamento das operações em alto nível, e o gerenciamento dos projetos alinhados aos objetivos estratégicos.

 

O planejamento estratégico, então, pode ser considerado com um conjunto de iniciativas que visa adaptabilidade ambiental, uma vez que, decorre da análise dos ambientes de inserção da organização. As iniciativas são decisões elaboradas para o ajustamento ambiental e considerações priorizadas à luz de critérios estabelecidos, visando a otimização do aparelho organizacional e seu propósito fundamental. Com isso, as demandas de recursos organizacionais tendem a ser mais eficientes, uma vez que ordenadas a partir de critérios claros e racionalmente definidos, alinham-se às premissas e aos grandes objetivos estratégicos.

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Comparitlhar no Linkedin
Curtir
Please reload

Últimas notícias
Please reload

Posts em destaque
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Intellectum Inteligência Estratégica

Av. Rio Branco, 1667, térreo - Rio Branco

Caxias do Sul - RS

(54)98402.2960

emir@intellectum.com.br